Quarta, 14 de novembro de 2018
44 99835-2370
Educação

30/08/2018 ás 08h02

91

Redação

Pérola / PR

Estudantes do ensino médio participam de projetos de pesquisa da Unipar
Os selecionados ganham bolsa e, o melhor, a oportunidade de aprender métodos científicos em ambiente universitário
Estudantes do ensino médio participam de projetos de pesquisa da Unipar
Estudante Dirce Consuelo Correia, do Instituto Federal do Paraná, participa do projeto que pesquisa atividade terapêutica de planta medicinal

O Brasil, segundo a Unesco, possui cerca de 700 pesquisadores por milhão de habitantes, número cerca de cinco vezes menor que Rússia, União Europeia e Estados Unidos. Na América Latina, nosso país fica em segundo lugar, abaixo da Argentina, que tem quase o dobro. Embora a passos lentos, esse quadro parece estar mudando para melhor.


O Ministério da Educação tem investido em algumas iniciativas para despertar os jovens para a ciência experimental, instigando a curiosidade, a paixão pelo conhecimento e o raciocínio lógico.


Uma delas é o PEBIC-Jr (Programa Externo de Bolsas de Iniciação Científica Júnior), que oferece oportunidade para o estudante do ensino médio, da rede pública, de participar de atividades de pesquisa científica em IES (Instituições de Ensino Superior).


A Universidade Paranaense – Unipar, todos os anos, recebe um grupo. Neste, nove acabam de ser selecionados para atuação em projetos das áreas da saúde, ciências biológicas e tecnologia.


Junto aos professores da Unipar, esses alunos terão a chance do aprendizado de técnicas e métodos de pesquisa, bem como o desenvolvimento do pensar científico e da criatividade. Antes desta turma, oito participaram. Entre eles estavam Jenifer Rezende, do Colégio Estadual Monteiro Lobato, e Dirce Consuelo Correia, do Instituto Federal do Paraná.


Elas integraram a equipe da professora doutora Francislaine Lívero, coordenadora do projeto ‘Investigação da atividade terapêutica de plantas medicinais em um modelo de aterosclerose, diabetes mellitus e tabagismo’.


O projeto, de grande abrangência, reuniu também os professores pesquisadores Ricardo de Mello Germano e Andréia Assunção Soares, da Unipar, Alexandra Acco, da UFPR, Arquimedes Gasparotto Junior, da UFGD, e João Tadeu Ribeiro Paes, da Unesp, além de estudantes da Unipar, da graduação, mestrado e doutorado. Para a professora Francislaine, a colaboração da Jenifer e da Dirce foi inspiradora: “Elas aproveitaram muito bem a oportunidade para aprender sobre o que é e como se faz uma pesquisa”.


Além disso, para a professora, o PEBIC-JR “é uma excelente forma de plantar uma sementinha de amor pela ciência no coração desses alunos, para que futuramente se tornem pesquisadores e consigam melhorar a nossa realidade com seu trabalho”. É o que almeja Dirce. Ela afirma que a experiência de participar do projeto foi gratificante: “Foi uma oportunidade única para uma aluna do ensino médio como eu: agregou muito conhecimento, que será um diferencial no meu futuro”.


Mais projetos


Os alunos Victor Kenji e Vitória Hellen, do Colégio Estadual Dom Pedro II, também foram contemplados com o PEBIC-Jr, na Unipar. Victor participou do projeto que pesquisa doenças infectoparasitárias em animais domésticos de regiões fronteiriças entre Brasil e Paraguai, coordenado pela professora pesquisadora Daniela Dib. Ele diz que decidiu participar do programa para aprimorar o currículo escolar: “A experiência foi ótima! Eu me identifiquei com esse projeto da Unipar, que me possibilitou um aprendizado a mais. Agradeço imensamente essa oportunidade”.Vitória também foi orientanda da professora Daniela, mas atuou no projeto que pesquisa o gene mecA em suínos, na região noroeste do Paraná. O PEBIC-Jr na Unipar é gerenciado pela Diretoria Executiva de Gestão da Pesquisa e Pós-Graduação, via Copic (Coordenadoria de Pesquisa e Iniciação Científica).


As bolsas, no valor de cem reais cada (mensalmente, durante um ano), são bancadas pelo CNPq, que repassa à Unipar pela relevância das pesquisas.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium