Quinta, 29 de Julho de 2021 14:54
44 99835-2370
Senado Federal Senado Federal

Randolfe pede que Wilson Witzel dê novo depoimento, em caráter reservado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, anunciou que vai requerer depoimento em reservado do ex-governador do R...

16/06/2021 15h35
76
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Após incidente na CPI da Pandemia nesta quarta-feira (16), o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (centro), anunciou que pedirá depoimento do ex-governador do RJ em reservado - Edilson Rodrigues/Agência Senado
Após incidente na CPI da Pandemia nesta quarta-feira (16), o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (centro), anunciou que pedirá depoimento do ex-governador do RJ em reservado - Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, anunciou que vai requerer depoimento em reservado do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel. A possibilidade do depoimento reservado foi levantada pouco mais de uma hora depois do início do depoimento de Witzel à CPI, nesta quarta-feira (16).

— Acho que têm informações complementares que Sua Senhoria pode prestar a esta CPI — justificou Randolfe.

O ex-governador vinha acusando o presidente Jair Bolsonaro de boicotar o trabalho de estados e municípios no combate à pandemia. Witzel foi afastado do governo do Rio de Janeiro em agosto de 2020, por decisão do Superior Tribunal de Justiça, em meio à investigação de irregularidades na contratação de hospitais de campanha e na compra de respiradores e medicamentos para a covid-19. 

O incidente que levou à proposta de depoimento reservado começou após uma intervenção do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ). O advogado Diego Carvalho Pereira, que estava acompanhando Witzel, pediu a retirada de deputados federais presentes à sala. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), indeferiu o pedido, alegando o direito regimental dos deputados de assistir à reunião.

Em seguida, Randolfe Rodrigues invocou a possibilidade do depoimento reservado. Witzel dispôs-se a depor nessas condições. Flávio Bolsonaro disse que "reservado ou público", estaria presente ao depoimento. O relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), perguntou a Witzel se ele se sentia intimidado:

— Há um clima intimidatório claro — disse Renan. — E precisamos ouvir o depoente se ele se sente à vontade para prosseguir dessa forma ou não.

O ex-governador respondeu que não se deixaria intimidar e que aceitaria a presença de Flávio Bolsonaro num depoimento reservado.

Witzel depunha resguardado por um habeas corpus (HC) do ministro do STF Nunes Marques, que permitia ao depoente não comparecer. Witzel valeu-se do HC pouco depois das 14h para encerrar seu depoimento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Pérola - PR
Atualizado às 14h53 - Fonte: Climatempo
17°
Poucas nuvens

Mín. Máx. 17°

17° Sensação
11 km/h Vento
26.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (30/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 19°

Geada
Sábado (31/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 22°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias