Segunda, 26 de Outubro de 2020 15:44
44 99835-2370
Polícial Caso Magô

Principal suspeito de matar bailarina maringaense é preso

O acusado teve o material genético coletado para a realização de exame, e recentemente foi ouvido pelos investigadores, e teria entrado em contradição

28/02/2020 17h18
378
Por: Redação Fonte: Plantão Maringá
Foto: Divulgação/Plantão Maringá
Foto: Divulgação/Plantão Maringá

Após trinta e dois (32) dias da morte da bailarina Maringaense Maria Glória Poltronieri Borges de 25 anos, carinhosamente chamada pelos familiares e amigos próximos, de Magó, o principal suspeito de ter estuprado e na sequência assassinado a bailarina com requintes de crueldade, foi preso na manhã desta sexta-feira (29) na cidade de Apucarana (60km de Maringá). Flávio Campana de 41 anos é conhecido pelo apelido de "frajola" e já tem histórico de  estupro. No início das investigações entorno deste caso considerado complexo, esse suspeito prestou depoimento a polícia civil. 

Desde o começo dos trabalhos investigativos, o homem preso era tratado pelas autoridades policiais de Maringá e Mandaguari, como o principal suspeito de ter cometido essa barbárie. O acusado teve o material genético coletado para a realização de exame, e recentemente foi ouvido pelos investigadores, e teria entrado em contradição. Ontem (quinta-feira/27) no período da tarde saiu o resultado deste exame, que deu positivo comparado ao material coletado da vítima.

Diante dessas provas, nas primeiras horas da manhã de hoje, policiais civis da Divisão de Homicídios de Maringá, chefiados pelo delegado Diego Elias Almeida e investigadores da cidade de Mandaguari, comandados pelo delegado responsável pelas investigações, Dr.Zoroastro Nery do Prado, prenderam o suspeito de ter violentado sexualmente e na sequência estrangulado a bailarina que morreu na área de Mandaguari. Em seu desfavor há um mandado de prisão temporária (30 dias), que poderá se tornar de forma preventiva.

O crime ocorreu no dia 26 de Janeiro, um domingo. Magó residia em Maringá e era amante da natureza. No dia 25/01, ela foi até uma chácara situada as margens da PR-444 para acampar e aproveitar a natureza. Após deixar a filha na área rural de Mandaguari, a mãe retornou a Maringá com a promessa de no domingo as duas se encontrarem novamente para o almoço. Mas infelizmente no início da tarde do dia 26, a mãe e uma  irmã, foram até o local para buscarem a moça, e a encontraram morta em meio à uma trilha, a poucos metros de uma cachoeira conhecida como Massambani. 

Os órgãos competentes foram acionados e após os procedimentos de praxe terem sido concluídos na cena do crime, o corpo da jovem foi removido e encaminhado ao IML de Maringá. No Instituto Médico Legal, os exames apontaram violência sexual e estrangulamento como causa da morte. 

A polícia civil montou uma força tarefa para esclarecer este crime o quanto antes. Nesse período as polícias Civil de Maringá e Mandaguari colheu depoimentos de mais de 50 pessoas entre testemunhas e suspeitos. Todas elas estiveram na cachoeira e algumas viram a bailarina e até conversaram com ela. A  morte de Maria Glória ganhou repercussão em todo o país. Magó era referência em Maringá na área da Cultura. Além de bailarina e capoeirista, ela era estudante universitária. Magó foi cremada em uma cerimônia reservada aos familiares e amigos. Alguns dias após o crime, foram organizados dezenas de manifestos e protestos em várias cidades do país, pedindo o fim da violência contra a mulher. A família sempre acreditou e confiou no trabalho da polícia civil. Maurício Borges, pai da bailarina, sempre falava em suas entrevistas concedidas a imprensa de uma forma em geral, que tinha conhecimento que se tratava uma investigação complexa, mas estava confiável no trabalho da polícia e que não tinha dúvidas que polícia iria colocar atrás das grades o responsável por ter praticado essa monstruosidade com sua filha de 25 anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Maringá - PR

Maringá - Paraná

Sobre o município
Notícias de Maringá
Pérola - PR
Atualizado às 15h42 - Fonte: Climatempo
26°
Pancada de chuva

Mín. 19° Máx. 26°

26° Sensação
22.7 km/h Vento
44.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens
Quarta (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias