JARDIM CASA GRANDE - 27/06/19
MENDES NOVO 11/04/19
MENDES 1 - 07/05
ALTÔNIA

Vereador de Altônia é preso suspeito de envolvimento com fraudes em ações judiciais contra empresas

Alexandre José dos Santos (PSB) foi indicado por testemunhas como responsável por aliciar pessoas alegando que iriam ganhar dinheiro com processos contra Copel, Sanepar e Tim, segundo Polícia Civil. Ação foi realizada nesta quarta-feira (28), em Altônia, no noroeste do Paraná.

28/08/2019 18h23
Por: Redação
Fonte: G1 PR
435
Alexandre José dos Santos (PSB), vereador de Altônia, foi preso nesta quarta-feira (28) — Foto: Reprodução/Câmara Municipal de Altônia
Alexandre José dos Santos (PSB), vereador de Altônia, foi preso nesta quarta-feira (28) — Foto: Reprodução/Câmara Municipal de Altônia

O vereador Alexandre José dos Santos (PSB) de Altônia, no noroeste do Paraná, foi preso na manhã desta quarta-feira (28) suspeito de envolvimento com fraudes em processos judiciais contra empresas de energia elétrica, água e telefonia.

De acordo com a polícia, o advogado do vereador está viajando e deve chegar na cidade à tarde. Por isso, o parlamentar só deve ser interrogado quando estiver acompanhado da defesa.

A ação da Polícia Civil é um desdobramento da operação deflagrada na terça-feira (27), que prendeu dois advogados suspeitos de operar o esquema contra a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e a Tim Paraná.

Os advogados também tiveram documentos e celulares apreendidos e contas bancárias e bens bloqueados na ação de terça.

A defesa dos advogados investigados disse que não teve acesso ao processo e, por isso, não vai se manifestar.

Todas as 20 testemunhas ouvidas na terça afirmaram que foram procuradas por Santos para entrar com ações contra as empresas, alegando que seria possível ganhar dinheiro com o processo.

A suspeita é de que ele recrutava as pessoas enquanto era Conselheiro Tutelar do município, antes de assumir o cargo de vereador, em 2017, segundo o delegado Leandro Farnese Teixeira, responsável pelas investigações.

Santos também é alvo de mandado de busca e apreensão e de bloqueio de bens, segundo a Polícia Civil.

·         MP-PR encontrou 3.800 ações indenizatórias com a mesma fundamentação jurídica

O que dizem as empresas

Por meio de nota, a TIM disse que repudia qualquer atividade fraudulenta e que vai auxiliar nas investigações e no combate a novas fraudes.

A Copel disse que a área jurídica da empresa colaborou nas investigações, fornecendo informações à Polícia Civil. A companhia acrescentou que segue acompanhando e à disposição para ajudar no esclarecimento dos fatos.

A Sanepar não teve acesso as informações da operação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Altônia Altônia - PR Notícias de Altônia
Pérola - PR
Atualizado às 18h01
33°
Poucas nuvens Máxima: 38° - Mínima: 21°
31°

Sensação

10.6 km/h

Vento

20.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
BOA NOVA FM 11/05/19
MENDES 11/05/19
FRUTARIA PÉROLA 11/05/19
36 HORAS 11/05/19
Últimas notícias
Mais lidas