JARDIM CASA GRANDE - 27/06/19
MENDES 1 - 07/05
MENDES NOVO 11/04/19
CURIOSO

Fogo 'embaixo da terra' preocupa moradores de Santa Maria do Oeste

Moradores disseram que chamas têm matado árvores. Especialista explica que fenômeno acontece em turfas, que são regiões de subsolo que possuem alta concentração de carbono.

24/08/2019 11h50
Por: Redação
Fonte: G1 PR
375
Moradores enxergam fumaça, mesmo sem o fogo estar vísivel — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava
Moradores enxergam fumaça, mesmo sem o fogo estar vísivel — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava

Um fenômeno tem preocupado moradores de Santa Maria do Oeste, na região central do Paraná. Árvores e pinheiros estão sendo consumidos pelo fogo, mas por focos de incêndio que estão embaixo da terra.

De acordo com os moradores, o fogo na região começou há cerca de um mês. Com o incêndio subterrâneo, as raízes da vegetação de reflorestamento estão sendo danificadas. Algumas árvores chegaram a cair.

O agricultor Juliano Monteiro mora na região e tem acompanhado o fenômeno. Ele conta que houve um incêndio na área há algumas semanas. Depois disso, o fogo começou por baixo da terra.

"Mesmo depois da chuva o fogo ainda continua. Eu nunca tinha visto de queimar o chão, é bem esquisito. A gente fica preocupado", disse.

O professor Maurício Camargo, do Departamento de Geografia da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), explica que o fenômeno acontece em áreas conhecidas como turfas.

As turfas são regiões de subsolo que possuem alta concentração de carbono, formada pela alteração de decomposição de matéria orgânica em um ambiente com muita água e sem oxigênio.

"Elas têm uma função primordial para regular o fluxo de água nos nossos rios. Tanto é que são tratadas pela lei como solos que não podem ser drenados ou ocupados", explica.

Segundo o professor, esses ambientes se formaram entre 20 mil e 40 mil anos atrás, quando a condição climática da região tinha uma temperatura média de no máximo 8ºC. Atualmente, essa média é de 16ºC, de acordo com o especialista.

Árvores foram danificadas pelo fogo subterrâneo — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava
Árvores foram danificadas pelo fogo subterrâneo — Foto: Eduardo Andrade/RPC Guarapuava

Mas o que causou o fogo?

O professor Maurício Camargo explica que as turfas funcionam como caixas d'água. Quando parte do líquido é drenado, os poros ficam secos e há a penetração de ar.

Com a alta concentração de carbono e o oxigênio, uma fogueira ou até mesmo um raio poderiam causar o incêndio no local, segundo o professor.

"Fazendo uma comparação, quando se faz um churrasco você elimina a labareda e fica com a brasa. Essa brasa é a que está lá embaixo queimando. Isso só vai parar quando acabar o combustível ou essa turfa se saturar de água", disse.

O professor explica ainda que não há o que fazer para que o fogo cesse. Tentativas de intervenção também podem potencializar o incêndio. O correto, segundo ele, é evitar intervir nessas áreas, uma vez que as próprias turfas auxiliam no abastecimento de água das cidades.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Pérola - PR
Atualizado às 18h01
33°
Poucas nuvens Máxima: 38° - Mínima: 21°
31°

Sensação

10.6 km/h

Vento

20.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
36 HORAS 11/05/19
FRUTARIA PÉROLA 11/05/19
MENDES 11/05/19
BOA NOVA FM 11/05/19
Últimas notícias
Mais lidas