MENDES NOVO 11/04/19
MENDES 1 - 07/05
POLICIAL

Mãe é presa suspeita de permitir que filhos fossem assediados em troca de bebida alcoólica e dinheiro

Homem que pagava a mulher também foi detido; as duas prisões foram efetuadas nesta quinta-feira (25) em Curitiba.

25/07/2019 16h26Atualizado há 6 meses
Por: Redação
Fonte: G1 PR
276

Uma mulher suspeita de oferecer os filhos para atos libidinosos em troca de bebidas alcoólicas e dinheiro foi presa, em Curitiba, nesta quinta-feira (25), de acordo com a Polícia Civil. O homem que pagava pelos atos também foi detido.

"Chegamos à conclusão de que o indivíduo estaria abusando sexualmente das crianças, e a mãe tinha conhecimento dos fatos e era conivente. Além disso, ela vendia essas crianças, submetia essas crianças à exploração sexual", afirmou o delegado José Barreto.

Os dois negam os fatos, conforme a Polícia Civil. O delegado disse que eles devem responder por estupro de vulnerável, favorecimento da prostituição e ameaça.

Prisões preventivas

As duas prisões são preventivas – ou seja, por tempo indeterminado – e foram efetuadas no bairro Taboão. As crianças são um menino de oito anos e uma garota de 11 anos.

"Ela inventava situações, como o chuveiro queimado, para mandar as crianças para tomar banho na casa do indivíduo. Há relatos bem fortes de que houve diversos abusos na menina e no menino", disse o delegado.

A garota contou que um dos abusos foi no Parque Tanguá, segundo o delegado. O menino também confirmou os abusos.

A mulher tem 44 anos, e o homem 54. De acordo com o delegado, ela ofereceu as crianças para outras duas pessoas.

O suspeito, conforme o delegado, é conhecido da família e mora na mesma região. "Vários moradores já estavam apavorados com a situação, pois várias testemunhas já tinham visto esse indivíduo pegar as crianças e levar em um matagal próximo para cometer os abusos", relatou o delegado.

Segundo o delegado, o homem consome bastante bebidas alcoólicas. O apelido dele, inclusive, é o nome de uma bebida famosa.

"Pelo fato de a mãe se interessar por bebida alcoólica, ele usava esse artifício para conseguir favores sexuais com essas crianças", afirmou o delegado.

 

A investigação

A corporação ficou sabendo do fato em fevereiro de 2018. O delegado José Barreto disse que, no ano passado, foi feito um Boletim de Ocorrência (B.O.) relatando que o homem estava abusando sexualmente de duas crianças. Então, a Polícia Civil começou a investigar a situação.

Mais de 16 pessoas foram ouvidas e, além disso, denúncias anônimas sobre o caso também chegaram à Polícia Civil.

O laudo, conforme o delegado, não deu positivo para conjunção carnal. Esse é um dos fatores, como ele explicou, para que as prisões fossem efetuadas mais de um ano depois de a Polícia Civil ter conhecimento da situação.

"A gente precisava coletar outros indícios, como testemunhas, a própria escuta especializada das vítimas", disse o delegado.

As crianças

As crianças têm pais diferentes. A menina está com o pai no Paraná, e o garoto com familiares em São Paulo.

"Os dois hoje estão bem, tentando superar esse trauma que é bem difícil. Os atos ocorriam desde 2016", afirmou o delegado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Curitiba Curitiba - PR Notícias de Curitiba
Pérola - PR
Atualizado às 10h04
27°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 20°
27°

Sensação

12.1 km/h

Vento

50.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
BOA NOVA FM 11/05/19
36 HORAS 11/05/19
MENDES 11/05/19
FRUTARIA PÉROLA 11/05/19
Últimas notícias
Mais lidas