COLUNA DICA DE SAÚDE
5 coisas que você não deve fazer ao sofrer uma queimadura
Veja também como agir corretamente em situação de queimadura e como prevenir a lesão
Dicas de Saúde

Dicas de SaúdeDicas de Saúde

10/04/2019 20h34
Por: Redação
Fonte: Minha Vida
74
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A dor de uma queimadura pode ser muito desconfortante e, por conta disso, buscamos sempre amenizar o problema de forma rápida e caseira. Porém, na maioria das vezes, a pessoa pode acabar piorando a lesão em vez de melhorá-la. Vamos te contar o que você não deve fazer em casos de queimadura e qual a maneira certa e eficaz de agir.

1. Tocar a queimadura com as mãos

Por vezes, sentimos vontade de tocar no machucado, mas ignoramos o fato de que as mãos estão cheias de bactérias que podem infeccionar e piorar a lesão. Evite a todo custo! Depois, caso haja necessidade de fazer algum curativo recomendado pelo médico, opte por usar luvas - se não tiver um par ao seu alcance, a dica é lavar muito bem as mãos antes de realizar o procedimento.

2. Furar as bolhas de queimadura

Parece tentador, mas a cirurgiã-dermatologista Juliane Viana recomenda ao paciente que sofreu queimadura a jamais furar ou estourar bolhas que possam surgir. Elas agem como uma espécie de "curativo natural" que protege a pele contra agentes externos, diminuindo o risco de infecções da ferida e outras possíveis complicações. "Isso pode ser feito somente por um especialista para liberar o conteúdo que fica alojado dentro da bolha, aliviando o incômodo da pessoa. Mas nem sempre há essa necessidade: cada caso é avaliado individualmente", afirma Cristhine Kamamoto, dermatologista do Fleury Medicina e Saúde.

3. Descolar tecidos grudados na pele queimada

Casos em que o tecido da roupa fica grudado na lesão podem ser mais graves - e, por isso, vale ressaltar desde já que procurar um hospital é a alternativa mais recomendada. Tentar retirá-lo sozinho pode arrancar a pele e agravar ainda mais o ferimento. Já um profissional de saúde é capacitado para contornar essa situação da melhor forma. Quadros de queimaduras extensas, por exemplo, exigem o desbridamento (procedimento para retirar o tecido aderido à pele queimada), que é realizado no centro cirúrgico.

4. Retirar corpos estranhos ou graxa do local queimado

Na tentativa de limpar o local da queimadura, muitas pessoas tendem a retirar resquícios que podem ter aderido à pele - o que é totalmente contraindicado por piorar a dor, expor a pele e, mais uma vez, infeccionar a lesão. "O ideal é usar apenas água corrente em temperatura ambiente para eliminar as impurezas e resfriar o local, amenizando o calor da queimadura", completa a Juliane Viana.

5. Colocar manteiga, pó de café, creme dental etc.

As especialistas recomendam que a pessoa não passe nenhum tipo de alimento, substância ou medicamento sobre a queimadura. Isso porque, além de aumentar os índices de infecção, essa atitude também pode deixar a pele queimada ainda mais irritada ao tentar remover esses itens, provocando ainda mais sofrimento à vítima.

Queimadura de primeiro grau

Foto: Patcharapa/Shutterstock
Foto: Patcharapa/Shutterstock

 

Como identificar? "Ocorre quando a camada mais superficial da pele é acometida. Não há formação de bolhas. Suas principais características são vermelhidão, inchaço da pele, dor, ardor e incômodo. A recuperação acontece em torno de sete a 10 dias", explica Cristhine.

O que fazer: a primeira coisa a se fazer é resfriar a pele afetada por cerca de 15 minutos para diminuir a temperatura da queimadura. Depois de retirar a pele da água corrente, a pessoa ainda sentirá um pouco de dor, mas tende a melhorar depois de alguns minutos. "Pode-se usar óleo mineral ou vaselina líquida para melhorar a hidratação da área afetada", recomenda Juliane.

Se a queimadura for extensa, procure um médico, porque a dor pode causar muito incômodo. Dessa forma, o especialista saberá indicar a melhor forma de cessá-la com cremes e pomadas específicas para o caso em análise. Caso surjam bolhas posteriormente, não hesite em também buscar ajuda.

Queimadura de segundo grau

Foto: sutin krongboon/Shutterstock
Foto: sutin krongboon/Shutterstock

 

Como identificar? Há acometimento de camadas intermediárias da pele, causando formação de bolhas, vermelhidão, dor e ardor significativo. De acordo com a dermatologista Kamamoto, a recuperação acontece por volta de três semanas.

O que fazer: primeiro lave com água corrente e em seguida cubra o ferimento com um pano. "Esses casos devem preferencialmente ser avaliados por um médico e costumam ser tratados com cremes antibióticos", afirma Viana.

Queimadura de terceiro grau

Foto: Adison Rutsameeronchai/Shutterstock
Foto: Adison Rutsameeronchai/Shutterstock

 

Como identificar? São queimaduras profundas que acometem todas as camadas da pele, inclusive músculos e ossos. Dessa forma, o alto risco de desidratação é muito comum.

O que fazer: a gravidade do caso exige um tratamento bastante complexo e, por isso, o paciente deverá ser levado imediatamente ao médico, que pode até solicitar internação hospitalar e intervenção cirúrgica. É considerado lavar o local com água corrente quando a queimadura de terceiro grau não é extensa.

Como saber se preciso ir ao médico?

Segundo a dermatologista Cristhiane Kamamoto, se for uma queimadura localizada que acometa uma pequena área da pele, com apenas quadro de vermelhidão, e a pessoa se encontre em bom estado geral, é possível acreditar que se possa cuidar em casa. Mas, quando a queimadura ocorre em crianças, idosos ou em indivíduos com doenças que deprimem o sistema de defesa do organismo, recomenda-se a procura de assistência médica o mais rápido possível. Sempre que houver qualquer sinal de infecção na queimadura, dor significativa e, em casos de dúvidas, também procurar um hospital. Queimaduras de terceiro grau precisam de cuidados hospitalares devido à gravidade, já queimaduras de segundo grau necessitam de especialidade médica dependendo da extensão.

Por que a parte queimada pode inchar?

"Essa é uma reação esperada porque o organismo envia células que ativam uma cascata inflamatória na região a fim de tentar 'curar' e eliminar o agente agressor da lesão, causando vermelhidão, dor e muitas vezes esse inchaço", esclarece Juliane. Quando a queimadura é intensa, o inchaço ou edema podem ser significativos a ponto de formarem bolhas na pele.

Como prevenir queimaduras

  • Nunca deixe itens cozinhando no fogão sem vigilância
  • Vire as alças da panela em direção à parte traseira do fogão
  • Mantenha líquidos quentes fora do alcance de crianças e animais de estimação
  • Mantenha os aparelhos elétricos longe da água
  • Teste a temperatura dos alimentos antes de servir uma criança. Não aqueça a mamadeira de um bebê no microondas
  • Nunca cozinhe enquanto estiver usando roupas soltas que possam pegar fogo no fogão
  • Se houver uma criança pequena, bloqueie o acesso a fontes de calor, como fogão, churrasqueira, lareira e aquecedor
  • Antes de colocar uma criança em um assento de carro, verifique se o cinto não está superaquecido
  • Desconecte ferros e dispositivos semelhantes quando não estiverem em uso. Guarde-os fora do alcance de crianças pequenas
  • Cubra as tomadas elétricas não utilizadas com tampas de segurança. Mantenha os cabos elétricos e os fios afastados para que as crianças não os mastiguem
  • Fumantes devem evitar fumar em casa e, especialmente, na cama
  • Mantenha um extintor de incêndio em sua casa
  • Mantenha produtos químicos, isqueiros e fósforos fora do alcance de crianças.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Pérola - PR
Atualizado às 02h26
20°
Poucas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 15°
20°

Sensação

9.9 km/h

Vento

63.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
ANUNCIE AQUI 300X600
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
ANUNCIE AQUI 300X250
ANUNCIE AQUI 300X250-5