Quinta, 21 de setembro de 201721/9/2017
44 99829-2374
Ensolarado
21º
33º
33º
Perola - PR
dólar R$ 3,14
euro R$ 3,75
Mendes
ESPORTES
Filmagens e policial infiltrado: a estratégia da polícia para prender torcedor do Coritiba
Torcedor foi detido por policiais com camisas da torcida organizada nas arquibancadas do Couto Pereira. Ele segue preso e autoridades trabalham para reconhecer mais dois
Redação Pérola - PR
Postada em 20/06/2017 ás 08h38
Filmagens e policial infiltrado: a estratégia da polícia para prender torcedor do Coritiba

Integrante da torcida organizada Império Alviverde, do Coritiba, foi acusado de tentativa de homicídio (Foto: Bruno Cassucci)

Imagens de diversas fontes e policiais com a camisa da torcida organizada Império Alviverde foram as ferramentas utilizadas pelas polícias Civil e Militar do Paraná no último domingo, no Couto Pereira, para prender um dos torcedores envolvidos na briga fora do estádio.


O delegado Clóvis Galvão, da Polícia Civil, explicou como as autoridades detiveram o torcedor ainda durante o empate sem gols de Coritiba e Corinthians.


- Para conseguir chegar onde estava o cidadão que foi detido, os policiais vestiram camisas da torcida organizada, a Império. Se a gente for lá de polícia, é que não vamos pegar nunca! Tem que usar umas artimanhas para chegar num bom resultado da diligência - explicou o delegado.


O integrante da torcida, de 24 anos, vai responder pelo crime de tentativa de homicídio e pode pegar de oito a 20 anos de prisão. O torcedor foi levado para o centro de triagem da Polícia Civil na tarde desta segunda-feira e será transferido para um presídio.


De acordo com o delegado, dos sete envolvidos, cinco torcedores já foram reconhecidos e dois ainda seguem sem identificação. Além do que segue detido, um novo suspeito se apresentou à polícia nesta segunda-feira.


- Em resumo, temos um que foi preso, um que se apresentou e três identificados, que estão sendo feitas as diligências para serem presos. Falta identificar os dois restantes. Estamos correndo atrás do nosso banco de dados e da checagem até identificar todo mundo e responsabilizar no inquérito policial - detalhou Galvão.


Entenda o caso:
A confusão começou por volta das 8h30, nos arredores do estádio, quando três ônibus e uma van da torcida visitante entraram em uma rua onde estavam os torcedores do Coritiba. Os veículos passaram próximo da sede da torcida organizada Império Alviverde. Foi quando, segundo relatos, os corintianos desceram dos veículos e iniciaram a briga, atirando pedras e outros objetos contra os coxas-brancas, que estavam em maior número e revidaram.


Na sequência, os corintianos correram de volta para os veículos. Um homem, porém, não conseguiu entrar no ônibus, caiu no chão e foi espancado (veja no vídeo abaixo).


Minutos depois do início do tumulto, viaturas chegaram ao local e um helicóptero foi utilizado para monitorar a situação. Foi utilizado gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar o público.

FONTE: G1 PR
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
122
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium